Cazuza

Foto para o disco Só se for a Dois. Essa foi a primeira sessão com o Cazuza. Fiz várias. Era o segundo disco solo dele. Tive algumas reuniões com ele. A noite. Cazuza era muito autentico. Ele sempre foi o que sempre foi. Não fazia politica, não tinha tato.. não segurava as pontas. Não enganava ninguem. Ao mesmo tempo era doce, as vezes muito quieto. Sabia ser uma estrela e um garoto de Ipanema, ao mesmo tempo.

Tive a idéia de levá-lo nessa locação, no cais do porto, porque os trilhos são significativos para o blues.  Os trens que levavam os desempregados na depressão americana alimentaram a paisagem poética do Blues. Na época eu não tinha assistente, essas coisas e pedí a meu amigo Alvin L para me ajudar. Alvin ficou amigo de Cazuza. Ele tinah uma banda chamada Rapazes de Vida Fácil e o Cazuza já tinha assistido ao show. Hoje, Alvin é o compositor dos sucessos do Capital Inicial.

Bebemos um pouco na sessão. A foto escolhida tem o Cazuza esparramado na rua suja de óleo, de bruços, as gargalhadas.  Ele deixou que eu fizesse a arte da capa, nunca tinha feito.  Escrevi tudo a mão. Fazer essa capa foi muito especial.

Essa foto, Cazuza sentado nos trilhos, está na coleçao do museu de arte moderna de SP.  Valeu Cazuza.

Anúncios

One Comment to “Cazuza”

  1. mas tudo bem mas tudo bem eu vou pra estrada vou pegar aquele trem ou fico aqui ou vou pra rua de spray na mão escrevo eu quero vc nua É verdade TREM SEMPRE DA SAMBA. MUITO LEGAL A FOTO UM CONTRASTE BACANA E O CAZUZA COM CARINHA DE GAROTO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: